TOMAR – Exemplo nacional. Eva Claro, aluna do Agrupamento Nuno de Santa...

TOMAR – Exemplo nacional. Eva Claro, aluna do Agrupamento Nuno de Santa Maria, teve uma média de 19,35 (!) e entrou em Engenharia Aeroespacial

Um exemplo à escala nacional: Eva Claro, aluna do Agrupamento Nuno de Santa Maria, atingiu uma média de 19,35, valor que lhe permitiu entrar no curso com a média de acesso mais alta de Portugal, neste caso em Engenharia Aeroespacial (nota mínima de 18,95). No blogue do Agrupamento, é dado eco às palavras de Eva por ocasião da atribuição dos três diplomas de mérito (Académico, Desportivo e Comportamental) que entretanto recebeu: «Não é preciso andar em colégios privados, em escolas novas ou nos liceus das grandes cidades para se ter acesso aos cursos com médias de acesso mais altas. Foi este agrupamento (AENSM) que me preparou para ter as notas (de frequência e nos exames) que me permitiram entrar em Engenharia Aeroespacial no Técnico. E foi também este agrupamento que me desenvolveu as competências sociais (através dos muitos projetos e atividades em que pude participar) que, tenho a certeza, me vão ser muito úteis na minha futura vida universitária e profissional». Refira-se que para além de Eva Claro, o Agrupamento congratulou-se, ainda, com a média de 18,88 obtida por Catarina Cartaxo, que conseguiu entrar no curso de Engenharia Física Tecnológica, «que é “apenas” o curso com a segunda média de acesso mais elevada do país (18,88)», sublinha o Agrupamento Nuno de Santa Maria. Fotos https://gimac-aensm.blogspot.com

SEM COMENTÁRIOS