OURÉM – Coronavírus. Muitos emigrantes quiseram resguardar-se na sua “terra natal”. Depois...

OURÉM – Coronavírus. Muitos emigrantes quiseram resguardar-se na sua “terra natal”. Depois de alguns incumprimentos de isolamento social, o bom-senso acabou por imperar

A indicação foi avançada por Luís Albuquerque, presidente da Câmara de Ourém: dos últimos infectados com COVID-19 do concelho não há registo para nenhuma situação em cadeia de transmissão com pessoas que tenham chegado de fora do país. Esta questão foi levantada face ao elevado número de emigrantes oureenses que regressaram à sua “terra-natal” para se refugiarem nesta fase pandémica, um cenário que levantou críticas dos residentes propriamente ditos, que se queixaram de exemplos em que o isolamento social não foi respeitado. Luís Albuquerque fez, então, para a nossa redação um ponto de situação a este propósito:

SEM COMENTÁRIOS