MÉDIO TEJO – Centro Hospitalar homenageou profissionais que se aposentaram. Médico e...

MÉDIO TEJO – Centro Hospitalar homenageou profissionais que se aposentaram. Médico e assistente operacional ‘deram’ 44 e 37 anos da sua vida à instituição

“O Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo faz questão de conhecer todos os novos profissionais que chegam a esta Instituição e agradecer a todos os que saem, iniciando assim uma nova etapa das suas vidas, muitas vezes depois de dedicarem grande parte dela ao CHMT, ficando para sempre como parte desta família”. Foi com esta frase que Casimiro Ramos, presidente do Conselho de Administração do CHMT, atribuiu o louvor a Irondina Marques Lopes Costa e Rui Claro Simões Gil por ocasião da sua aposentação. Irondina Marques Lopes dedicou 37 anos da sua vida profissional ao Centro Hospitalar, iniciando as suas funções como Assistente Operacional na rouparia, em 1985. Mas foi no Serviço de Medicina Física e Reabilitação, onde esteve 26 anos, que se sentiu mais feliz e realizada: “o que me deixa mais pena é deixar os doentes e foi, sem dúvida, a coisa mais gratificante e que mais adorei ao longo do meu percurso no CHMT, o contacto com os utentes. Dei muito de mim, mas aprendi e recebi ainda mais”, diz visivelmente comovida. Rui Claro Simões Gil, médico, esteve ao serviço do CHMT durante quase 44 anos, tendo iniciado funções em 1979. Desempenhou funções no Serviço de Medicina e no Serviço de Urgência. Nos últimos 20 anos desempenhou funções no Serviço de Imunohemoterapia. Depois de 44 anos de Serviço, uma vida dedica ao CHMT, a comoção foi tanta que ficou sem palavras para descrever tudo o que viveu ao longo da carreira. Nesta sessão, receberam ainda o louvor mais três profissionais que não puderam estar presentes, mas o seu percurso no CHMT foi igualmente recordado: Maria Isabel Ambrósio, médica neurologista; Luís Jerónimo, médico de medicina interna e Fernanda Martins, Assistente Operacional.